• facebook
  • twitter
  • White YouTube Icon

Tel: (31) 3223-2668 (somente nos sábados a partir das 14h

R. Caraça, 900 - Serra, Belo Horizonte - MG, 30220-260

©2017 by 21º GEMAN - Grupo Escoteiro Mangaberias.

Criando um mundo melhor

“Todo jovem tem o direito de se aventurar! A vida se resume em agarrar as oportunidades. A recompensa nem sempre vem para o maior, o mais forte ou o melhor – a recompensa vai para os que perseveram. Essas são simples lições de vida que o escotismo ensina.”

Bear Grylls, apresentador do "A Prova de Tudo" e Chefe Escoteiro

​ Video sobre o escotismo 

A Ideia

Robert Baden-Powell (Lord Baden Powell of Gilwell) foi um herói de guerra britânico que se destacou na Guerra de Boer, na África, onde defendeu com sucesso o sítio enfrentado pela cidade de Mafeking nos anos de 1899 e 1900.

Durante a defesa da cidade, com um número reduzido de soldados, Baden-Powell utilizou um grupo de jovens de 12 a 15 anos, que ficaram conhecidos como Cadetes de Mafeking, para realizar trabalhos secundários nas batalhas, como envio de mensagens e ajuda nos hospitais. 

Sem nunca ter trabalhado com jovens em seus 25 anos de carreira militar, Baden-Powell ficou impressionado com a bravura e desenvoltura dos mesmos, o que foi a base para sua ideia de fundar um movimento de jovens. Ele escreveu alguns livros sobre o uso de suporte de jovens na guerra, como o Aids to Scouting for NCOs and men, que se tornou best-seller.

​"A bala nunca me alcançará"

O movimento

  Apesar de os Cadetes de Mafeking serem extra-oficialmente considerados os primeiros escoteiros da história, só em 1907, enquanto escrevia seu livro Scouting for Boys (Escotismo para Rapazes) desenvolvendo sua ideia de criar um movimento que treinasse os jovens para a cidadania, desenvolvesse seu caráter e habilidades em campo, resolveu testar suas teorias realizando aquele que é considerado o primeiro acampamento escoteiro da história, que se deu na Ilha de Brownsea de 1 a 8 de agosto de 1907.

Em 1908 o livro Scouting for Boys fora publicado, tornando-se um dos livros mais vendidos no mundo, perdendo somente para a Bíblia e o Corão. O sucesso da publicação foi algo que praticamente aconteceu da noite para o dia, fundando o movimento com já milhares de membros.

 Pouco depois, em 1910, chega ao Brasil o encouraçado “Minas Gerais” o qual trazia a bordo vários oficiais e suboficiais da marinha brasileira que, enquanto na Inglaterra, puderam testemunhar o surgimento do escotismo, se admirando com o movimento de B.P. Trouxeram, então, livros e uniformes escoteiros para fundar, naquele mesmo ano, o primeiro grupo escoteiro do Brasil.

O HOJE

Atualmente o escotismo continua sendo o maior movimento de educação não-formal de jovens do planeta, com mais 40 milhões de membros espalhados por todo o mundo. Apesar de um pouco adaptado para os tempos modernos, continua, em sua grande parte, seguindo os ensinamentos e tradições criados por Baden-Powell.

 

O escotismo está presente em quase todos os países. Possuindo, como entidade reguladora a WOSM (World Organization of the Scout Movement) que é composta por representantes de todas as regiões do mundo. Cada país tem uma associação principal ligada a WOSM. No Brasil é a UEB (União dos Escoteiros do Brasil).

Para que serve?

     Respondendo em uma só frase: criar jovens melhores para criarem um mundo melhor. O escotismo busca contribuir para que os jovens assumam o seu próprio desenvolvimento, especialmente o do caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis e completos, fazendo o melhor possível para prepara-los para terem um papel fundamental na sociedade.

 

     Tudo isso através da aventura, da diversão e companheirismo. Um escoteiro é um jovem preparado para sobreviver a selva de árvores bem como a selva de concreto. Entre em contato e participe!